AFP

(Arquivo) Sessão do Congresso americano

(afp_tickers)

Os líderes do Congresso americano chegaram a um acordo sobre a lei do orçamento que, se for aprovada nesta semana, evitará uma paralisia do governo federal, informaram um senador e assessores de legisladores no domingo.

O acordo permite manter as operações federais funcionando até 30 de setembro, o fim do calendário fiscal.

O Congresso votará nos próximos dias o pacote de medidas que, segundo os assessores, inclui 1,5 bilhão de dólares para aumentar a segurança fronteiriça, mas nenhum financiamento para um muro.

Também adiciona 2 bilhões previstos para as instituições nacionais de saúde e é esperado um aumento nos gastos militares.

Não havia mais detalhes disponíveis no domingo, já que as medidas ainda têm de ser oficialmente concluídas e publicadas. Os legisladores têm até sexta-feira para enviar o projeto de lei sobre gastos ao presidente Donald Trump.

"Este acordo é um bom acordo para o povo americano, e deixa a possibilidade de uma paralisia do governo fora da mesa", disse o chefe da minoria democrata no Senado, Chuck Schumer, em um comunicado.

"A lei garante que os dólares dos contribuintes não sejam utilizados para financiar um muro fronteiriço ineficaz", acrescentou.

Trump fez da construção do muro na fronteira com o México uma de suas principais promessas de campanha.

AFP

 AFP