AFP

O leão Simba e o urso Lula, os últimos sobreviventes do devastado zoológico de Mossul no Iraque, foram finalmente evacuados em direção à Jordânia por uma equipe de veterinários após uma complicada operação em zona de guerra

(afp_tickers)

O leão Simba e o urso Lula, os últimos sobreviventes do devastado zoológico de Mossul no Iraque, foram finalmente evacuados em direção à Jordânia por uma equipe de veterinários após uma complicada operação em zona de guerra.

"Estamos no avião com os animais e saímos agora", declarou à AFP Amir Jalil, o veterinário que dirige a missão para salvar Lula e Simba.

"Voltamos a ter problemas na alfândega, mas agora está tudo bem. Me sinto mais tranquilo", acrescentou.

Com seus colegas da organização "Four Paws" (Quatro patas), que resgata animais em perigo no mundo todo, este veterinário chegou ao Iraque com um único objetivo: levar o urso e o leão para longe da guerra.

Em fevereiro, descobriu Simba e Lula cobertos de lama e excrementos, trancados no zoológico de Mossul, situado na parte oriental da cidade, a segunda maior do país.

Há mais de cinco meses, Mossul é o centro de uma batalha sangrenta entre soldados iraquianos e jihadistas do grupo Estado Islâmico (EI).

Depois de ter conseguido o controle do leste da cidade no final de janeiro, as forças de segurança tentam arrebatar a parte ocidental dos jihadistas.

"Sou veterinário, tenho que me encarregar desses animais. São refugiados. É nosso dever levá-los a um centro seguro", insiste Jalil, austro-egípcio de 52 anos.

AFP

 AFP