AFP

Leo Varadkar em Dublin, no dia 2 de junho de 2017

(afp_tickers)

Leo Varadkar foi confirmado no cargo de primeiro-ministro da Irlanda, nesta quarta-feira (14), prometendo "um governo nem de esquerdas, nem de direitas", em seu discurso aos deputados na cerimônia de posse.

Depois de assumir a liderança do partido de centro direita Fine Gael na última sexta-feira (9), Leo Varadkar se torna o premiê mais jovem da história da República da Irlanda e o primeiro abertamente gay a assumir a função.

Foi eleito pelo Parlamento com 57 votos a favor, 50 contra e 47 abstenções.

"O governo que vou dirigir não será nem de esquerdas, nem de direitas, porque essas velhas divisões já não levam em conta os desafios políticos atuais", declarou este médico de 38 anos, em seu primeiro discurso oficial.

Seus pais, um imigrante indiano e uma irlandesa, assistiram à posse.

Em 2015, Leo Varadkar foi o primeiro membro de um governo irlandês em atividade a declarar sua homossexualidade, durante entrevista a uma rádio.

Deputados, autoridades locais e militantes de base do Fine Gael elegeram-no seu candidato em detrimento de Simon Coveney, atual ministro da Habitação e pai de três garotos.

Embora seja considerado progressista em temas sociais, como a igualdade entre os sexos, ou o direito ao aborto, Leo Varadkar foi criticado pelos partidos de oposição por sua política econômica, abertamente liberal.

AFP

 AFP