Navigation

Leve atraso no transporte da vacina de Pfizer para oito países europeus

Diretora de casa de repouso recebe dose da vacina Pfizer-BioNTech contra o coronavírus em 27 de dezembro de 2020 em L'Hospitalet de Llobregat, perto de Barcelona afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 28. dezembro 2020 - 08:51
(AFP)

O transporte das vacinas contra a covid-19 para oito países europeus deve sofrer um leve atraso por um problema logístico na fábrica da Pfizer na Bélgica, anunciou nesta segunda-feira o ministério espanhol da Saúde, um dia depois do início da vacinação na UE.

"A Pfizer Espanha indica que foi informada por sua fábrica de Puurs (Bélgica) sobre o atraso nos envios para oito países, incluindo a Espanha, devido a um problema no processamento de carga e envio", afirma o ministério em um comunicado, que não cita os demais países afetados.

De acordo com a nota, o grupo farmacêutico informou ao ministério que "a situação já está resolvida", mas que a próxima entrega de vacinas será atrasa em algumas horas. O carregamento deve chegar na terça-feira, 29 de dezembro.

"Devido a um pequeno problema de logística, modificamos o cronograma de um número limitado de entregas. A questão de logística foi resolvida e as entregas estão sendo despachadas. Não há problemas de fabricação", disse o diretor global de comunicações da Pfizer, Andrew Widger, sem apresentar detalhes.

A Espanha deveria receber nesta segunda-feira 350.000 doses da vacina desenvolvida pelos laboratórios Pfizer e BioNTech.

Nos três próximos meses, o país, um dos mais afetados na Europa pela pandemia com quase 50.000 mortos e mais de 1,8 milhão de casos, prevê receber quase 350.000 doses semanais.

Partilhar este artigo