Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Colono israelense segura bandeira de Israel com slogans na colônia de Amona, no dia 1º fevereiro de 2017

(afp_tickers)

O líder da Liga Árabe, Ahmed Abul Gheit, denunciou nesta terça-feira os comentários do primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, que descartou evacuar as colônias israelenses na Cisjordânia, território palestino ocupado pelo Estado hebreu.

Na segunda-feira, Benjamin Netanyahu descartou qualquer desmantelamento dos assentamentos e manteve que as colônias são legítimas. Mas segundo o direito internacional, todas as colônias neste território ocupado são ilegais.

"É a nossa terra. Voltamos aqui [Cisjordânia] para ficar. Não arrancaremos mais assentamentos da terra de Israel", advertiu o primeiro-ministro durante discurso em uma colônia da Cisjordânia.

O secretário-geral da Liga Árabe "considera que essa posição não possa vir de alguém que busca a paz", segundo comunicado publicado pela organização no Cairo.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP