AFP

A Anheuser-Busch (AB) InBev, líder mundial do setor de cervejas que concretizou no fim de 2016 sua fusão com a britânica SABMiller, anunciou nesta quinta-feira um aumento de 72% no lucro líquido no primeiro trimestre

(afp_tickers)

A Anheuser-Busch (AB) InBev, líder mundial do setor de cervejas que concretizou no fim de 2016 sua fusão com a britânica SABMiller, anunciou nesta quinta-feira um aumento de 72% no lucro líquido no primeiro trimestre.

O grupo de capital belga e brasileiro, que registrou lucro líquido de 1,458 bilhão de dólares entre janeiro e março de 2017, destacou que no primeiro trimestre do ano passado foi "impactado pelos custos de pré-financiamento da aquisição da SABMiller, sua antigo rival e número dois do setor.

"A integração de SAB continua a um ritmo constante, com 252 milhões dólares de sinergias realizadas no primeiro trimestre", anunciou o grupo, que não revelou detalhes sobre a meta de resultados para 2017.

De janeiro a março, o lucro operacional subiu 5,8%, a 4,809 bilhões de dólares, apesar dos resultados ruins no Brasil, um de seus principais mercados.

"O contexto político e macroeconômico no Brasil continua difícil e calculamos que o volume do setor de cerveja retrocedeu no trimestre", indicou a empresa.

AFP

 AFP