AFP

Bandeira canadense no Banff National Park em Alberta, Canadá, no dia 21 de abril de 2017

(afp_tickers)

Canadá e México defenderam nesta terça-feira que a renegociação do Tratado de Livre Comércio da América do Norte junto com os Estados Unidos seja trilateral apesar das divergências com Washington.

O secretário de Comércio americano, Wilbur Ross, declarou na semana passada que a Casa Branca ainda não decidiu se encarará as negociações de forma individual com cada sócio ou conjuntamente.

"O Nafta é um acordo trilateral. O Canadá sente que é um tema de sentido comum. O Nafta precisa ser modernizado apenas sob o acordo dos três membros", explicou a ministra das Relações Exteriores canadense, Chrystia Freeland, durante um painel com seu homólogo mexicano, Luis Videgaray, organizado pela instituição americana Conselho das Américas na Cidade do México.

Os assuntos bilaterais "não são necessariamente uma parte importante do Nafta, mas tenho que ser muito clara que quando se tem um acordo trilateral se tem uma negociação trilateral", reiterou Freeland.

Videgaray concordou que a negociação deve incluir os três sócios. "Fazer qualquer coisa distinta seria uma oportunidade perdida, porque já temos uma região integrada e tentar ter três acordos distintos em vez de um, pode não ser a forma mais eficiente", acrescentou.

AFP

 AFP