Navigation

Macri recebe Guaidó nesta sexta após pedir 'mais democracia' na Venezuela

Presidente argentino, Mauricio Macri, durante a assinatura de um acordo com Jair Bolsonaro no Palacio de Planalto afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 01. março 2019 - 18:40
(AFP)

O líder opositor venezuelano, Juan Guaidó, reconhecido como presidente interino por 50 países, receberá um novo apoio nesta sexta-feira: do presidente da Argentina, Mauricio Macri, que vai recebê-lo na residência oficial, depois de pedir perante o Congresso "mais democracia" na Venezuela.

Segundo fontes presidenciais informaram à AFP, Guaidó chegará a Buenos Aires após uma breve visita ao Paraguai. A audiência com Macri será realizada à tarde na residência de Olivos, na periferia norte da capital argentina.

Em Assunção, Guaidó foi recebido com honras de chefe de Estado pelo líder paraguaio Mario Abdo. O Paraguai foi a terceira parada da turnê do opositor venezuelano em busca de apoio, que o levou à Colômbia e ao Brasil antes.

"A Venezuela está em uma profunda crise política, econômica, humanitária e de saúde, que só será resolvida com mais democracia e com o apoio dos países comprometidos com o povo venezuelano", disse Macri antes ao inaugurar as sessões do Parlamento diante da Assembleia Legislativa.

Macri também afirmou em frente a deputados e senadores que seu governo "recuperou o papel positivo da Argentina na região e no cenário global".

Macri foi um dos primeiros a reconhecer no final de janeiro a autoproclamação de Guaidó como mandatário, após considerar "ilegítima" a reeleição de Maduro no ano passado.

"Esse papel inclui trabalhar com o Grupo Lima para condenar as violações de direitos humanos na Venezuela e o reconhecimento do presidente em exercício, Juan Guaidó", disse o chefe de Estado argentino.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.