Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

A chanceler alemã, Angela Merkel, e o presidente francês, Emmanuel Macron, na cerimônia em Rethondes, em Compiegne, norte da França, em 10 de novembro de 2018

(afp_tickers)

O presidente francês, Emmanuel Macron, e a chanceler alemã, Angela Merkel, inauguraram neste sábado (10) uma placa comemorativa no norte da França, no lugar onde foi assinado, há um século, o armistício que pôs fim à Primeira Guerra Mundial.

Em uma cerimônia sóbria e sem discursos, Macron e Merkel depositaram uma coroa de flores e inauguraram uma placa na clareira de Rethondes, no bosque de Compiègne, onde os aliados assinaram em 1918 o armistício com o Império alemão.

A nova placa reafirma o "valor da reconciliação franco-alemã a serviço da Europa e da paz".

É a primeira vez desde 1945 que o presidente francês e um chefe do governo alemão se reúnem neste memorial.

Foi em um vagão no bosque de Compiègne que se firmou, em 11 de novembro de 1918, o armistício que selou o fim da Primeira Guerra Mundial, após anos de combates que terminaram em 18 milhões de mortos.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.










AFP