Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Nicolas Maduro em 30 de abril de 2017

(afp_tickers)

O presidente venezuelano Nicolás Maduro se declarou nesta quinta-feira vencedor ante a paralisação convocada pelo oposição ao assinalar que os setores-chaves da economia se encontram operacionais.

"Voltamos a triunfar, agora rumo ao domingo, 30 de julho, de vitória em vitória, moral máxima", afirmou Maduro ao referir-se à data da eleição dos membros da Assembleia Constituinte contra a qual a greve foi convocada.

O presidente assegurou que as indústrias básicas e os setores petroleiro, energético e a administração pública estão trabalhando a 100%, e só reconheceu falhas no serviço de ônibus urbanos que, segundo ele, funciona a 90%.

"Eles que nunca trabalharam que fiquem sem trabalhar; nós vamos é em frente", afirmou, durante um comício de campanha pela Constituinte transmitido pela televisão governamental VTV.

Também denunciou que opositores tentaram atacar a sede da VTV, referindo-se a um grupo de manifestantes que jogou pedras contra o prédio da emissora.

Os manifestantes entrararam em confronto com funcionários da VTV, que receberam apoio da Guarda Nacional, segundo constatou a AFP.

AFP