Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

O presidente venezuelano, Nicolás Maduro, em Hanoi, Vietnã, no dia 31 de agosto de 2015

(afp_tickers)

O presidente venezuelano Nicolás Maduro, de visita à China, manteve nesta quinta-feira um encontro com o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, o segundo em menos de dois meses, em meio a uma crise de fronteira com a Colômbia, informou a agência governamental AVN.

"Disse ao secretário Ban Ki-Moon que necessitamos de ajuda e assessoria da ONU para parar com o êxodo humano em massa da Colômbia para a Venezuela", afirmou Maduro em declarações à AVN.

A tensão entre Bogotá e Caracas começou em 19 de agosto, com o fechamento de algumas passagens fronteiriças por Maduro depois do ataque de desconhecidos contra militares venezuelanos,que Caracas atribui a "paramilitares colombianos".

Desde então, a Venezuela deportou 1.100 colombianos, enquanto outros dez mil cruzaram a fronteira por temor de serem expulsos.

AFP