Navigation

Maduro se reunirá com Putin em Moscou na quarta-feira

O presidente venezuelano Nicolás Maduro fala durante uma reunião realizada no Palácio de Miraflores, em Caracas afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 24. setembro 2019 - 13:09
(AFP)

O presidente venezuelano Nicolás Maduro vai se encontrar na quarta-feira com Vladimir Putin, informou o Kremlin, como parte de uma visita à Rússia para somar apoio de seus aliados.

"Todos os aspectos da cooperação bilateral serão discutidos", disse o porta-voz do presidente russo a repórteres.

O foco das discussões será a "interferência direta de terceiros nos assuntos latino-americanos", acrescentou.

Washington impôs um embargo de petróleo a Caracas para enfraquecer o regime de Maduro e insistiu repetidamente para que Moscou retirasse seu apoio ao líder venezuelano.

A Rússia rejeitou essa demanda e acusou os Estados Unidos de querer pressionar um golpe de Estado.

Maduro visitou Moscou e se encontrou com Putin em dezembro passado.

A Venezuela, que possui as maiores reservas de petróleo do mundo, enfrenta a pior crise política e econômica de sua história recente.

Maduro busca apoio de seus aliados depois de conseguir em 2018 um segundo mandato presidencial não reconhecido por cerca de 60 países.

Washington promove a saída do presidente esquerdista e apoia o autoproclamado presidente interino Juan Guaidó. Um punhado de países, liderados pela Rússia, China e Cuba, defendem Maduro.

A Rússia é o segundo credor de Caracas, depois da China. Moscou tem fortes investimentos em recursos energéticos da Venezuela, que por sua vez comprou armas russas por bilhões de dólares.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.