Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

(2 ago) Agentes prendem Gulevich em Mijas

(afp_tickers)

A polícia espanhola anunciou nesta terça-feira a detenção do líder da maior organização criminosa russa dedicada ao tráfico de drogas estabelecida na Estônia, que dormia com um machado debaixo do travesseiro por medo de ser assassinado.

Em uma trama similar a um livro policial, a operação policial permitiu a detenção no dia 2 de agosto do líder da organização Kemerovo, Vyacheslav Gulevich, de 57 anos, em Mijas, um destino turístico luxuoso no sul da Espanha, e de outros três dirigentes do grupo em Tallin.

Gulevich se mudou para a localidade da Costa do Sol após o assassinato na capital estoniana de Nikolai Tarankov, principal líder da máfia russa no país báltico, em setembro de 2016.

"O mafioso era o braço direito de Tarankov e temía ser vítima de um acerto de contas", informou a polícia espanhola em um comunicado.

Durante a operação contra sua residência, os agentes encontraram um "machado e uma faca de grandes dimensões que ele escondia debaixo do travesseiro".

O temor do criminoso parecia ter fundamento: em junho as autoridades da Catalunha prenderam um assassino de aluguel que já havia atirado contra um integrante do grupo Kemerovo na Estônia e aparentemente viajou até a Espanha com a missão de matar de Gulevich.

AFP