Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Slim participa de entrevista coletiva na Cidade do México

(afp_tickers)

O magnata mexicano Carlos Slim, um dos dez homens mais ricos do mundo, disse nesta terça-feira que os terremotos que abalaram o México em setembro terão um impacto positivo na economia e no emprego nas zonas afetadas, devido ao processo de reconstrução.

"Embora tenha sido uma grande tragédia, muito triste sem dúvida vai gerar muito emprego, vai ter reconstrução, vai ter atividade econômica", disse Slim em coletiva de imprensa.

Dois terremotos atingiram México no mês passado. O primeiro, no dia 7 e de magnitude 8,2, atingiu os estados de Chiapas e Oaxaca, destruindo mais de 21.000 moradias, matando quase 100 pessoas. Doze dias depois, outro de 7,1 graus sacudiu o centro, deixando 369 mortos e aproximadamente 8.000 edifícios danificados, a maioria deles na capital do país.

Slim, que conta entre suas empresas com construtoras de imóveis e infraestrutura como Inmuebles Carso e IDEAL, qualificou de "saudável" o fato de que diversas companhias mexicanas participem do esforço de reconstrução e disse que corresponderá ao governo "coordenar e dar aval" aos trabalhos nas zonas afetadas.

O bilionário anunciou também que a fundação que leva seu nome conseguiu reunir 2,373 bilhões de pesos (126 milhões de dólares), contando os aportes de 217.000 doadores privados cujas contribuições foram multiplicadas por cinco utilizando recursos da fundação.

A fundação distribuirá diretamente o dinheiro para os danificados, proteção de patrimônio cultural em risco, reconstrução e ampliação de centros de saúde e escolas, construção de moradias e reconstrução de mercados destruídos.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP