Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

O presidente Barack Obama, em Washington, DC, no dia 7 de abril de 2015

(afp_tickers)

A maioria dos americanos apóia que Washington retome as relações diplomáticas com Cuba e aplique sanções contra funcionários do governo da Venezuela, segundo uma pesquisa divulgada nesta quarta-feira, dois dias antes do início da Cúpula da Américas, que reunirá os presidentes dos três países.

A pesquisa mostra que 59% dos entrevistados disseram estar de acordo com a retomada das relações entre os Estados Unidos e ilha cubana, rompidas há mais de meio século, enquanto que 26% se mostraram contra e 15% não souberam responder, indica a pesquisa do Marist College encomendada pelos canais Telemundo e MSNBC.

Entre os latinos que participaram na pesquisa publicada em Miami, o apoio foi de 56% e a rejeição de 25%.

Quanto às sanções que o governo Barack Obama lançou em março contra funcionários venezuelano acusados de violar os direitos humanos, 50% dos americanos afirmaram se tratar de um castigo apropriado, 20% que não eram suficientemente fortes e 13% que eram extremos.

Para os hispânicos, variou pouco: 52% consideram as sanções apropriadas, 16% fracas e 19% muito fortes.

AFP