Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Ruas inundadas nos arredores de Freetown

(afp_tickers)

Ao menos 105 crianças se encontram entre os mais de 300 mortos nas inundações que devastaram a capital de Serra Leoa, informaram fontes do necrotério nesta quarta-feira.

O balanço oficial de mortos é de 312 mortos, mas fontes do necrotério falam de cerca de 400 falecidos e desaparecidos.

Na véspera, o presidente pediu uma ajuda urgente para a capital, Freetown, destruída pelas inundações e deslizamentos de terra causados pelas chuvas de monção.

O governo prometeu ajudar 3.000 pessoas atingidas que ficaram sem lar, abrindo um centro de emergência e quatro centros de registro, enquanto a Cruz Vermelha informou que 600 pessoas continuavam desaparecidas, embora o ministro do Interior tenha falado em milhares.

As inundações são um perigo recorrente em Serra Leoa, onde as chuvas torrenciais ocorrem muitas vezes sobre as casas precárias.

Em Freetown chove seis meses ao ano. Em setembro de 2015 as inundações causaram 10 mortes na capital, onde cerca de 9.000 pessoas perderam os seus lares.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP