Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Familiares choram durante funeral de Hasan Baker, em Gaza, em 22 de julho de 2014. A ofensiva israelense matou em sua grande maioria civis.

(afp_tickers)

Mais de cem corpos foram contabilizados em diferentes necrotérios de Gaza nesta terça-feira depois da violenta ofensiva do exército israelense contra o território, o que eleva para mais de 1.170 o número de palestinos mortos em 22 dias de conflito, segundo fontes locais.

Os disparos da artilharia israelense se intensificaram a partir da noite de segunda-feira, principalmente no campo de Bureij (centro) e Jabaliya (norte).

A ofensiva israelense, lançada no dia 8 de julho em resposta a disparos de foguetes do movimento islamita Hamas de Gaza, matou em sua grande maioria civis, incluindo 230 crianças, segundo a Unicef.

Do lado israelense, três civis e 53 soldados morreram nas três semanas de confrontos, o número de baixas militares mais alto desde a guerra contra o Líbano de 2006.

AFP