Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Crianças sírias em Raqa

(afp_tickers)

Mais de 3.000 civis foram retirados de Raqa, reduto do grupo extremista Estado Islâmico (EI) a ponto de cair, onde ainda restam famílias de jihadistas, disse à AFP um porta-voz das Forças Democráticas Sírias (FDS).

"Mais de 3.000 civis saíram na noite de sábado após um acordo e se instalaram em zonas controladas pelas FDS", assinalou Talal Sello, um dos porta-vozes da aliança curdo-árabe apoiada pelos Estados Unidos.

"Já não restam civis em Raqa", excetuando-se as famílias dos extremistas, acrescentou Talal Sello.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP