Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Mais de 400 migrantes que tentavam chegar ao sul da Espanha por mar foram resgatados nos últimos dois dias

(afp_tickers)

Mais de 400 migrantes que tentavam chegar ao sul da Espanha por mar foram resgatados nos últimos dois dias, anunciou o serviço de salvamento marítimo.

A guarda costeira espanhola auxiliou 16 embarcações rudimentares que se dirigiam à Espanha pelo mar de Alborão, ao norte da Argélia e do Marrocos.

Os migrantes foram resgatados diante da costa do estreito de Gibraltar, de Andaluzia e de Murcia.

A grande maioria dos resgatados foram levados até portos andaluzes. O porto de Almería recebeu 180 migrantes.

A operação de resgate foi dirigida em conjunto pelo Salvamento Marítimo, a força aérea e a Guarda Civil, com a ajuda de vários barcos que navegavam pela zona.

Segundo a Organização Internacional para as Migrações (OIM), cerca de 3.300 pessoas chegaram à Espanha por mar entre 1º de janeiro e 30 de abril de 2017, e ao menos 59 morreram na travessia.

Este número representa o triplo do mesmo período no ano anterior, o que parece indicar que a "rota espanhola" de acesso à União Europeia está sendo muito mais utilizada.

O número de chegadas continua sendo superior na Itália, onde entraram quase 69.000 pessoas entre 1º de janeiro e 18 de junho deste ano. Além disso, foram registradas 1.889 mortes.

Na Grécia, a OIM contabilizou mais de 8.000 chegadas e 37 mortos no mar Egeu.

Calcula-se que de 1º de janeiro a 18 de junho 81.292 pessoas chegaram à Europa por mar, um número muito menor que o do ano anterior no mesmo período (mais de 215.000), segundo a OIM.

AFP