Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

(Arquivo) Mais de 600.000 sírios deslocados em consequência da guerra retornaram para suas casas entre janeiro e julho de 2017

(afp_tickers)

Mais de 600.000 sírios deslocados em consequência da guerra retornaram para suas casas entre janeiro e julho de 2017, anunciou a Organização Internacional para as Migrações (OIM).

Um total de 84% dos 602.759 sírios eram deslocados internos, que deixaram suas cidades mas não haviam abandonado o país, informa um comunicado da OIM.

Os demais 16% são sírios que buscaram refúgio em países fronteiriços, como Turquia, Líbano, Jordânia e Iraque, e retornaram ao país, indicou a OIM.

Em 2016, metade dos retornos aconteceu na província de Aleppo e este ano se observa a mesma tendência.

De acordo com a OIM, 67% dos deslocados que retornaram para suas casas desde o início de 2017 o fizeram na província de Aleppo (405.420 pessoas), 27.620 em Idlib, 45.300 em Hama, 21.346 em Raqa, 21.346 nos subúrbios de Damasco e 27.861 no restante do país.

Mais de seis milhões de sírios continuam deslocados no país e mais de cinco milhões se encontram refugiados no exterior, recordou a OIM.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP