Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Combatentes peshmerga mostram o dedo manchado de tinta após votarem em Erbil

(afp_tickers)

Com 92,73% dos votos, o "sim" à independência venceu o referendo organizado no Curdistão iraquiano nesta segunda-feira (25) - de acordo com resultados oficiais divulgados nesta quarta-feira (27) pela comissão eleitoral.

"O 'sim' obteve 92,73%, e o 'não', 7,27%, de um total de 3.305.925 votantes", afirmou a comissão, acrescentando que a participação foi de 72,16%.

Promovida pelo presidente da região autônoma curda, Massoud Barzani, a consulta foi duramente criticada por Bagdá e por países vizinhos.

Antes da votação, Barzani já havia dito que uma vitória do "sim" - como se esperava - seria seguida de "discussões sérias" com o governo de Bagdá, descartando-se uma eventual declaração imediata de independência.

O primeiro-ministro iraquiano, Haider al-Abadi, disse hoje que um eventual diálogo tem como condição prévia a anulação dos resultados do referendo.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP