Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Segundo a mesma fonte, entre os capacetes azuis feridos há burquinenses

(afp_tickers)

Cinco agentes de segurança, um policial e um funcionário civil que trabalhavam na missão das Nações Unidas no Mali (Minusma) em Timbuctu foram mortos nesta segunda-feira em um ataque que feriu capacetes azuis, enquanto seis agressores acabaram "neutralizados", informou um porta-voz da ONU.

"Homens armados não identificados" atacaram o QG da Minusma em Timbuctu após o meio-dia, confirmou um porta-voz da ONU em Nova York.

Segundo "informações preliminares", cinco agentes de segurança, todos malinenses, um policial local e um guarda contratado pela Minusma foram mortos no ataque.

O ataque feriu ainda um agente de segurança malinense e seis capacetes azuis, sendo dois gravemente.

"Seis agressores foram mortos na resposta da Minusma ao ataque", precisou o porta-voz da ONU.

Logo após o ataque, a Minusma mobilizou uma força de reação rápida destinada a "proteger o Quartel-General da Missão e helicópteros de ataque para repelir eventuais agressores".

Um responsável do governo de Timbuctu declarou que os "terroristas" estavam armados com granadas e fuzis de assalto Kalachnikov.

"Chegaram à entrada principal da Minusma em Timbuctu e abriram fogo contra agentes de uma empresa de segurança contratada pela Minusma. Seis agentes e seis terroristas morreram", revelou um oficial do Mali.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP