Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Simpatizantes de Tahir ul-Qadri, um chefe religioso paquistanês-canadense, acompanham um veículo que o conduz pela cidade de Lahore, em um protesto contra o governo estabelecido, que segue rumo a capital, Islamabad.

(afp_tickers)

Milhares de manifestantes se reuniram na cidade paquistanesa de Lahore nesta quinta-feira para iniciar uma passeata até a capital com o objetivo de exigir a demissão do governo, eleito, segundo eles, através de uma fraude.

A marcha foi organizada pelos opositores Imran Khan, ex-campeão de críquete que agora milita na política, e Tahir ul-Qadri, um chefe religioso paquistanês-canadense.

Os manifestantes planejam ir até Islamabad, a 300 km de Lahore, em carros, ônibus e motocicletas.

Eles devem chegar a Islamabad na sexta.

Tanto Khan como Qadri acreditam que as eleições de maio de 2013, que levaram ao poder o primeiro-ministro Nawaz Sharif, foram fraudulentas, por isso exigem sua demissão e a realização de nova votação.

Mais de 20.000 policiais e paramilitares foram posicionados na capital e quase todas as estradas para a cidade foram bloqueadas.

AFP