Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Logo da Odebrecht na Vila Olímpica do Rio de Janeiro, 23 de junho de 2016

(afp_tickers)

Centenas de manifestantes se reuniram nesta quinta-feira para protestar contra o pedágio e a concessão de uma rodovia construída no norte de Lima pela brasileira Odebrecht, processada por corrupção no país.

"Pedimos a retirada do pedágio e a nulidade do contrato (de concessão) com (a empresa) Rutas de Lima, que se anule tudo", disse a jornalistas o dirigente Jesús Zambrano durante a marcha, onde manifestantes carregaram um caixão com o nome da Odebrecht.

O protesto na rodovia Panamericana Norte foi acompanhada por aproximadamente 2.000 policiais.

Os protestos voltaram a acontecer após uma trégua de 100 dias apesar de em janeiro a prefeitura de Lima ter anunciado o fim da cobrança de pedágio no trecho que se encontra o populoso distrito de Puente Piedra.

Os manifestantes pedem, agora a retirada da concessão e uma via paralela para acessar o município de Puente Piedra, vizinha à rodovia.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP