Navigation

Marinha italiana resgata cerca de 800 imigrantes no mar

(17 jul) Imigrantes são resgatados na costa da Sicília afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 21. julho 2014 - 14:18
(AFP)

A Marinha italiana resgatou cerca de 800 imigrantes na madrugada desta segunda-feira na região do Mediterrâneo, enquanto cinco corpos foram recuperados.

"A corveta Sfinge socorreu 95 imigrantes, incluindo duas mulheres, a bordo de uma lancha, e o navio San Giorgio interveio para resgatar dois barcos em que 276 refugiados, dos quais 33 mulheres e cinco crianças, estavam", declarou a Marinha em um comunicado.

Dois deles foram transportados de helicóptero para o hospital de Catania (Sicília) devido à sua saúde precária.

Já a fragata Zeffiro resgatou três barcos com 294 imigrantes a bordo e a corveta Ucrânia recuperou mais 98, de acordo com a Marinha.

Finalmente, a Guarda Costeira italiana realizou uma operação em conjunto com um navio mercante das Bahamas, que permitiu salvar 61 dos cerca de 80 imigrantes cujo "barco estava prestes a afundar".

Cinco corpos foram recuperados e a Marinha continua buscando outros passageiros nesta segunda-feira.

A Marinha indicou que atualmente 1.771 imigrantes resgatados nos últimos dias estão a bordo de seus navios à espera de autorização do governo para desembarcar.

A chegada de imigrantes aumentou nas últimas semanas devido às condições climáticas do verão e à falta de controle dos fluxos migratórios na Líbia.

Quase 80.000 tentaram chegar à Itália este ano, superando o ano recorde de 2011, com 63.000.

A maioria dos imigrantes que tentam chegar à Europa por mar vêm da Eritreia, Somália e Síria, mas também da Ásia e da África Subsaariana.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.