AFP

(Arquivo) Vista da costa uruguaia

(afp_tickers)

O navio cargueiro sul-coreano Stella Daisy, com 24 tripulantes a bordo, "teria afundado", segundo indícios encontrados por navios mercantes que o buscam a 2.000 milhas (3.700 km) da costa uruguaia, informou neste sábado a Marinha do Uruguai.

"Durante a noite, um navio visualizou manchas de combustível e resíduos, além de sentir um forte odor de combustível, o que dá indícios de que o navio acidentado tenha afundado", assinala um comunicado da Marinha.

O porta-voz da Marinha Nacional, Gastón Jaunsolo, confirmou à AFP que foram resgatados dois marinheiros filipinos e que as tarefas de resgate continuavam.

"Três jangadas salva-vidas foram resgatadas por um dos quatro navios mercantes designados para as tarefas, uma delas com dois tripulantes de nacionalidade filipina", apontou Jaunsolo.

"A embarcação em que navegavam se partiu, segundo relataram os marinheiros que lhes resgataram", disse.

Segundo o porta-voz, "a busca continua e amanhã de manhã será incorporado um avião da Aviação Naval Brasileira para reforçar as operações de resgate".

O chamado de emergência do Stella Daisy, um navio cargueiro com mais de 260.000 toneladas, foi feito às 11H30 locais.

Um total de 24 tripulantes estavam na embarcação: oito sul-coreanos e 16 filipinos, segundo informação das autoridades coreanas.

A informação circulante era que o barco falou em uma "entrada de água" e, depois, lançou um sinal de emergência. Os barcos se dirigiram a essa parte do Oceano Atlântico, localizada 2.000 milhas náuticas (3.700 km) a leste do porto de Montevidéu.

AFP

 AFP