Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

O secretário americano da Defesa, Jim Mattis, criticou o Pentágono por ter gasto milhões de dólares a mais na compra de uniformes para o Exército afegão.

(afp_tickers)

O secretário americano da Defesa, Jim Mattis, criticou o Pentágono por ter gasto milhões de dólares a mais na compra de uniformes para o Exército afegão.

De acordo com um memorando publicado nesta segunda-feira, Mattis disse a intendentes do Pentágono que a decisão de adquirir uniformes camuflados com um desenho diferente para o Exército afegão "é um bom exemplo de um modo complacente de pensar".

"Decisões displicentes ou conformistas na hora de se gastar o dinheiro dos contribuintes de uma maneira pouco efetiva não devem se repetir", escreveu Mattis em um comunicado datado de 21 de julho.

Segundo o gabinete do Inspetor Geral Especial para a Reconstrução do Afeganistão (SIGAR), o Pentágono gastou 28 milhões de dólares desnecessariamente quando decidiu, em 2007, comprar uniformes camuflados com um desenho especial para o Exército afegão.

O SIGAR afirma que o desenho da camuflagem foi decidido a partir de um capricho do então ministro da Defesa afegão, Abdul Rahim Wardak, o que aumentou seu custo em mais de 40%.

AFP