Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

(Arquivo) Indianos caminham em frente a um McDonald's em Mumbai em 28 de agosto de 2008

(afp_tickers)

A cadeia americana de fast food McDonald's vai fechar 169 restaurantes na Índia, após encerrar um acordo de franquia com um sócio local, anunciou a empresa nesta segunda-feira.

Isso vai acarretar no fechamento de de 40% das lanchonetes no mercado indiano, promissor, mas muito competitivo.

A maioria dos McDonald's da capital Nova Délhi já fecharam há dois meses por causa do conflito entre a gigante americana e seu sócio indiano Vikram Bakshi.

Ambos dividiam meio a meio a sociedade da empresa Connaught Plaza Restaurants Private Limited (CPRL), que administra as lanchonestes McDonald's no norte e no leste da Índia.

"Nos vimos obrigados (a dar fim à associação), já que a CPRL violou as condições dos acordos de franquia" declarou a McDonald's Índia em um comunicado.

A gigante de fast food vai buscar agora um novo sócio, mas a separação lança dúvidas sobre seu futuro em um mercado em plena expansão.

A McDonald's India operava, até então, 400 restaurantes em 65 cidades da Índia, mas tem perdido terreno para concorrentes como Domino's Pizza, ou Pizza Hut.

Com população de 1,25 bilhões de pessoas e uma classe média crescente, a Índia é um mercado em potencial que inspira grandes marcas mundiais de alimentação.

O mercado de fast foods tem um valor de negócio, na Índia, de 1,5 bilhão de dólares e cresce 15% ao ano, segundo dados da grupo de assessoria indiano Technopak.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP