Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

(2014) Jairo Martínez em Havana

(afp_tickers)

Um membro da delegação de paz da guerrilha das Farc em Havana, Jairo Martínez, está entre os 27 rebeldes mortos na quinta-feira passada em um ataque das forças militares em Cauca, sudoeste da Colômbia, informou o grupo nesta quarta-feira.

"Informamos ao país e ao mundo que o companheiro Jairo Martínez, membro da delegação de paz das Farc em Havana, que estava em uma missão pedagógica de paz nessa frente (rebelde em Cauca), está entre os guerrilheiros mortos", declarou o comandante Pastor Alape.

Alape confirmou ainda a morte, em outro ataque militar em Choco no domingo, do comandante Román Ruiz, membro do Estado-Maior Geral das Farc, que completa nesta quarta-feira 51 anos de existência sob forte pressão militar do governo colombiano.

Martínez, de 63 anos, cujo nome verdadeiro era Pedro Nel Daza Martínez, era membro da delegação de paz, mas, como outros líderes guerrilheiros, havia retornado à Colômbia para explicar aos combatentes das Farc os acordos parciais alcançados nas negociações de paz, que começaram em novembro de 2012.

Quase 40 guerrilheiros das Farc foram mortos em três ataques militares desde quinta-feira em Cauca (sudoeste da Colômbia), Antioquia (norte) e Choco (sudoeste), semanas depois da morte de 11 soldados em uma emboscada rebelde em Cauca, em meio à trégua unilateral dos guerrilheiros.

Alape pediu que os corpos dos guerrilheiros caídos "sejam examinados por médicos legistas nacionais e internacionais, sob o olhar neutro do CICV", o Comitê Internacional da Cruz Vermelha, após denunciar que "vários (rebeldes) feridos foram mortos com tiros gratuitos pela tropa oficial".

Martínez integrou a equipe de negociadores em fevereiro de 2014.

AFP