Navigation

Menores de 60 anos vacinados com AstraZeneca na Espanha podem receber 2ª dose da Pfizer

Frascos da vacina da AstraZeneca/Oxford contra a covid-19 afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 19. maio 2021 - 21:45
(AFP)

O governo espanhol decidiu nesta quarta-feira (19) que menores de 60 anos que receberam a primeira dose da AstraZeneca podem receber uma segunda injeção da Pfizer, anunciou a ministra da Saúde, Carolina Darias.

A Espanha decidiu no dia 7 de abril reservar a vacina anticovid da AstraZeneca para maiores de 60 anos, após observar alguns casos de coágulos sanguíneos causando trombos.

Permaneceu no ar a dúvida sobre o que fazer com pessoas dessa faixa etária que receberam o soro AstraZeneca, que requer uma segunda dose para completar a imunização.

O instituto epidemiológico Carlos III e cinco hospitais espanhóis organizaram, portanto, um ensaio clínico sobre a possibilidade de combinar a AstraZeneca com a Pfizer, cuja conclusão foi "uma alta resposta imunológica", segundo a ministra Darias.

Portanto, o imunizante da Pfizer agora pode ser administrado para esse grupo.

Quem rejeitar essa opção pode, no entanto, receber uma segunda dose da AstraZeneca, com base no "consentimento informado" que o comitê espanhol de bioética vai formular em breve, segundo o ministro.

No momento, 15,7 milhões de pessoas receberam pelo menos uma dose, ou seja, um terço da população espanhola, segundo dados do Ministério da Saúde.

A imunização completa foi recebida até agora por 15,7% da população espanhola, mais de 7,4 milhões de pessoas.

As vacinas atualmente administradas na Espanha são as da Pfizer/BioNtech, Moderna, AstraZeneca e Janssen, cujas compras são coordenadas para toda a UE pela Comissão Europeia.

Partilhar este artigo

Modificar sua senha

Você quer realmente deletar seu perfil?