Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

(Arquivo) O laboratório farmacêutico Merck fechou o terceiro trimestre no vermelho

(afp_tickers)

O laboratório farmacêutico Merck fechou o terceiro trimestre no vermelho, afetado por um gasto de 2,35 bilhões de dólares, devido a uma associação com o britânico AstraZeneca e a um ciberataque recente que afetou suas fábricas.

O prejuízo líquido é de 56 milhões de dólares, em comparação a um lucro de 2,18 bilhões no terceiro trimestre de 2016.

A Merck explicou que precisou enfrentar gastos inesperados por causa de um acordo estratégico com o laboratório britânico AstraZeneca para desenvolver e comercializar o Lynparza, um tratamento contra o câncer de ovário que poderia ser útil contra câncer de mama, próstata e pâncreas.

Sem contar esses gastos, o lucro por ação ficou em 1,11 dólar, acima do 1,03 dólar antecipado em média pelos mercados financeiros.

O volume de negócios trimestral caiu, contudo, 2%, a 10,33 bilhões de dólares, afetado pelo ciberataque maciço de julho a várias multinacionais, que provocou uma suspensão temporária da produção de diversas unidades.

A Merck deixou de ganhar cerca de 135 milhões de dólares, quando tinha anunciado, em julho, que esse ataque informático não teria consequências sobre suas contas.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP