Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

A ministra argentina das Relações Exteriores, Susana Malcorra, em Davos, em 20 de janeiro de 2017

(afp_tickers)

Os chanceleres do Mercosul acordaram nesta quinta-feira, em Buenos Aires, medidas de fortalecimento do bloco e os termos nos quais negociarão a integração com a União Europeia (UE), informou a chancelaria argentina.

"A reunião teve essencialmente dois temas e o primeiro foi reforçar a integração interna do Mercosul. Trabalhamos com a eliminação de barreiras, a melhora do trânsito dentro do Mercosul e o tratamento das compras do Estado", disse a chanceler argentina, Susana Malcorra, em um comunicado de imprensa.

Participaram da reunião no Palácio San Martín os chanceleres do Brasil, Aloysio Nunes; do Paraguai, Eladio Loizaga; e do Uruguai, Rodolfo Nin Novoa. A Venezuela está suspensa.

"A segunda parte da reunião tratou sobre as relações externas do Mercosul. Fundamentalmente nos dedicamos à UE. Dentro de 10 dias virá o grupo negociador", disse a diplomata.

A chefe das Relações Exteriores argentina disse que no encontro foi definido "a estratégia de negociação a nível político" e "como aproximar as opções que temos porque, cada vez mais, há mais interesse e temos que fixar quais serão as próximas negociações em que iremos avançar, inclusive com a Coreia do Sul, Japão e China".

"Todos os sinais que recebemos da UE são sumariamente positivos. A UE decidiu partilhar os princípios e valores que nos unem na carta das Nações Unidas", disse Malcorra.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP