Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

A chanceler alemã, Angela Merkel, conversa com o presidente russo, Vladimir Putin, em 13 de julho de 2014, no Rio de Janeiro

(afp_tickers)

A chanceler alemã, Angela Merkel, ligou na noite desta quarta-feira para o presidente russo, Vladimir Putin, para pedir que ele trabalhe pela "estabilização" da Ucrânia, dias após a suspensão de um contrato militar entre Alemanha e Rússia, revelou o governo alemão em um comunicado.

De férias, Merkel voltou a exortar o presidente russo a "usar de sua influência sobre os separatistas (pró-russos na Ucrânia) a fim de obter um cessar-fogo bilateral" e uma "estabilização" da situação, acrescentou a nota.

Por um lado, a Chancelaria alemã "saudou o encontro, na semana passada em Minsk", do "grupo de contato", composto por representantes da Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE), da Rússia e da Ucrânia com os separatistas. Por outro, mostrou-se "preocupada" com que estes últimos recebam provisões através da Rússia.

Esse foi o primeiro contato feito público entre Merkel e Putin, desde que o governo alemão bloqueou, na segunda-feira, um grande projeto militar na Rússia, induzindo seus parceiros europeus a enquadrar de forma mais estrita as exportações de armas.

AFP