AFP

CEO da Microsoft, Bill Gates

(afp_tickers)

A Microsoft anunciou na quinta-feira (27) um forte aumento em seu último trimestre, mas seu volume de negócios foi menor do que o esperado nos primeiros resultados, após a incorporação da rede social LinkedIn.

O lucro líquido subiu 28%, a US$ 4,8 bilhões, e o volume de negócios cresceu 8%, a US$ 22,1 bilhões, no trimestre encerrado em 31 de março - o terceiro de seu exercício 2016/17, disse a Microsoft.

As ações da companhia caíram 1,8% nos intercâmbios posteriores ao fechamento de Wall Street.

Os lucros da Microsoft são registrados, enquanto seu chefe-executivo Satya Nadella busca reduzir a área de software para dedicar os esforços aos serviços na nuvem e para empresas.

"Nossos resultados deste trimestre refletem a confiança dos clientes na nuvem da Microsoft", disse Nadella em comunicado.

AFP

 AFP