Navigation

Microsoft diz cumprir a lei após anúncio de investigação na China

Escritório da Microsoft em pequim, em 29 de julho de 2014. As autoridades já proibiram em maio a instalação do Windows 8 nos computadores do governo alegando motivos de segurança. afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 30. julho 2014 - 11:45
(AFP)

O gigante americano Microsoft afirmou nesta quarta-feira que cumpre a lei na China, depois que as autoridades deste país abriram uma investigação por suposto monopólio, principalmente de seu sistema operacional Windows.

"A Microsoft está em conformidade com as leis e os regulamentos de cada mercado no qual opera no mundo", indicou o grupo em um breve comunicado.

"Para garantir isso, temos mecanismos de vigilância e de ativação" das medidas necessárias, acrescentou.

A China anunciou na terça-feira que abriu uma investigação contra a Microsoft por suposto monopólio do Windows, utilizado na grande maioria dos computadores do país, e seu pacote de programas Office.

As autoridades já proibiram em maio a instalação do Windows 8, a última versão do sistema operacional, nos computadores do governo alegando motivos de segurança.

A decisão foi tomada pouco depois que cinco oficiais do exército chinês foram acusados pela justiça dos Estados Unidos de serem hackers e de espionagem econômica.

Uma lei antimonopólio chinesa em vigor desde 2008 prevê para as empresas infratoras multas que oscilam entre 1% e 10% das receitas do ano anterior.

Partilhar este artigo

Modificar sua senha

Você quer realmente deletar seu perfil?