Navigation

Milhares marcham no Chile contra nova Constituição

(28 fev) Manifestantes protestam em Santiago contra o governo Piñera afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 29. fevereiro 2020 - 23:07
(AFP)

Milhares de pessoas identificadas com partidos de direita marcharam neste sábado em Santiago contra a redação de uma Constituição que substitua a herdada da ditadura de Augusto Pinochet (1973-1990).

A passeata ocorreu em uma área exclusiva de Santiago compreendida entre os bairros de Las Condes e Providencia, mas se estendeu até as imediações da Praça Itália, epicentro das manifestações que tiveram início em outubro passado contra o governo conservador de Sebastián Piñera.

Os chilenos devem decidir em plebiscito no mês de abril se aprovam a redação da nova Constituição.

Manifestações deste tipo acontecem todos os sábados em bairros exclusivos de Santiago há um mês. Esta foi a primeira que chegou às imediações da Praça Itália.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.