Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

(Arquivo) Ondas quebram contra a costa durante tempestade em Viena del Mar, no dia 8 de agosto de 2015

(afp_tickers)

As operações de Chuquicamata, uma das maiores minas da mineradora estatal chilena Codelco, voltaram a funcionar após a paralisação de domingo, por causa de um temporal que afetou o norte do país, deixando seis mortos.

A estatal, responsável por 11% do cobre mundial, informou nesta segunda-feira que, depois de permanecerem suspensas por três horas "as linhas de produção voltaram à sua normalidade".

"Após comprovar uma melhora do clima, durante a tarde de ontem todas as divisões retomaram a sua operação", afirmou a empresa em comunicado.

Entretanto, trabalhadores que prestam serviços à estatal e terceirizados estão em greve por melhoras nas condições de trabalho e nos salários.

Como medida de pressão, os grevistas bloquearam caminhos de acesso aos campos da Codelco.

AFP