Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

O ministro alemão da Justiça, Heiko Maas

(afp_tickers)

O ministro alemão da Justiça, Heiko Maas, escreveu uma carta ao Facebook na qual pede a eliminação das mensagens racistas publicadas na rede social, informou o jornal Tagesspiegel.

Na carta, o ministro convida os diretores do Facebook para uma conversa sobre as "possibilidades de melhorar a eficácia e transparência" da rede social sobre este tema.

De fato, em suas regras, o Facebook se compromete a eliminar "qualquer discurso que incite o ódio", principalmente qualquer conteúdo com um ataque direto a pessoas por sua raça, etnia, origem, religião, orientação sexual ou doença. A rede social, inclusive, estimula que os usuários denunciem este tipo de mensagem.

Mas de acordo com Maas os usuários criticam o fato da rede não eliminar certas mensagens denunciadas, apesar de serem abertamente racistas e xenófobas. O ministério da Justiça afirma receber queixas de cidadãos sobre mensagens de ódio no Facebook.

A Alemanha vive um momento tenso à espera da chegada recorde de 800.000 refugiados este ano. Os ataques xenófobos contra os centros de recepção registraram um aumento considerável.

AFP