Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

A australiana Miranda Kerr, em Paris, em abril de 2017

(afp_tickers)

A modelo australiana Miranda Kerr entregou mais de 8,1 milhões de dólares em joias ao Departamento de Justiça dos Estados Unidos, após acusações de que as mesmas estavam relacionadas a um esquema de lavagem de dinheiro que envolvia um fundo soberano do governo da Malásia.

Kerr entregou as joias - que recebeu das mãos do agente financeiro Jho Low - na última sexta-feira a oficiais federais em Los Angeles, segundo um porta-voz da modelo à AFP.

"Desde o começo da investigação, Miranda Kerr cooperou e concordou em entregar estas joias, que haviam lhe dado de presente, ao governo", disse este porta-voz. "Kerr continuará colaborando com a investigação da forma que puder".

Kerr é uma das celebridades que se viu implicada neste escândalo que envolve um fundo malaio chamado 1Malasya Development Bhd, ou 1MDB.

No início do mês, o ator Leonardo DiCaprio entregou um Oscar que Marlon Brando ganhou, assim como outros presentes dados por Low, que lavou mais de 400 milhões de dólares que roubou da 1MDB por meio de uma conta nos Estados Unidos.

Kerr e DiCaprio não enfrentam acusações penais por este caso.

AFP