Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

(Arquivo) O estilista belga Kris Van Assche, em Paris, em 25 de junho de 2016

(afp_tickers)

O homem também pode se expressar por meio da moda: slogans, endereços e até letras de músicas apareceram impressas nas roupas apresentadas neste sábado durante os desfiles de Paris, como na coleção de verão da Dior.

O diretor artístico Kris Van Assche quis comemorar os 70 anos da marca de luxo escrevendo em suas roupas o endereço do ateliê parisiense onde são confeccionadas as coleções masculinas. Podia-se ler "3 rue de Marignan" nas camisetas, nos suéteres e casacos em um desfile muito marcado, como é tradição, pelo preto combinado com o branco e o vermelho.

"Inventei esse slogan que se centra na ideia do ateliê, da confecção" nas coleções masculinas da Dior. "É uma homenagem", disse Van Assche em entrevista à AFP.

O designer belga se inspirou nos campus americanos para vestir o homem jovem, com ternos que dão a impressão de não estarem totalmente prontos e jaquetas combinadas com calças muito curtas, "buscando sempre o equilíbrio" entre o elegante e o esportivo.

"Todo mundo diz que o terno acabou. Não concordo. Temos que reinventá-lo, misturá-lo com algo mais esportivo para encaixá-lo na vida", afirmou.

"Quando os modelos jovens vêm e experimentam um terno, vejo que se sentem bem", embora pertençam a "uma geração que nasceu de jeans e suéteres".

Van Assche não é o único que reivindica uma vida nova a esta vestimenta, posto que também foi apresentada com variações nos desfiles da japonesa Sacai e da coreana Wooyoungmi.

- Como a página de um livro -

O homem de Sacai - e a mulher, pois o desfile foi misto -, desfilaram também com conjuntos impressos da cabeça aos pés, com slogans como "All in due course" ("Tudo no seu devido tempo"): capas de chuva, saias, bermudas e até meias apareciam cheias de palavras, lembrando a página de um livro ou de um jornal.

O amarelo e o verde foram outros dois protagonistas, assim como as estampas que rompiam a uniformidade do monocromático.

Neste sábado também está previsto o desfile da Hermès. A Semana de Moda Masculina se encerrará no domingo após cinco dias, entre os quais se destacaram os desfiles da Balenciaga e da Louis Vuitton.

AFP