Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

O presidente boliviano, Evo Morales, em Cochabamba, no dia 7 de junho de 2016

(afp_tickers)

O presidente boliviano, Evo Morales, recebeu alta neste domingo, após permanecer quatro dias hospitalizado por uma cirurgia no joelho esquerdo. Em seis meses, poderá voltar a jogar futebol, sua principal paixão.

"O presidente está em condições físicas para receber alta e continuar a fisioterapia diária a partir de amanhã na residência presidencial", disse à imprensa Gastón Cornejo, diretor da clínica privada de Los Olivos, em Cochabamba (centro).

Morales recebeu os jornalistas com bom humor, deitado em uma maca, com a perna esquerda imobilizada.

"Estou muito bem, esperando a recuperação e pronto para fazer gols novamente, como sempre", disse, sorridente, após afirmar que está concentrado em se recuperar o mais rapidamente possível.

Os médicos destacaram a evolução de Morales declarando que o que recomendam neste momento é "repouso e fisioterapia". Diante da insistência do presidente sobre quando poderia voltar à prática do futebol, responderam que, "em cerca de seis meses, ele voltará a jogar".

Morales sofreu no último final de semana uma lesão nos ligamentos cruzados do joelho esquerdo, o que o obrigou a se submeter a uma cirurgia reconstrutora.

AFP