Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

A baronesa Philippine de Rothschild em foto de 21 de junho de 2009

(afp_tickers)

Philippine de Rothschild, figura emblemática dos vinhos de Bordeaux (sudoeste da França) e proprietária com os três filhos de grandes vinícolas, incluindo as de Château Mouton Rothschild, morreu na sexta-feira aos 80 anos.

A baronesa de Rothschild era presidente do Conselho de Administração e acionista majoritária da empresa familiar Baron Philippe de Rothschild, que produz e comercializa, entre outros, os Mouton Cadet, uma das referências mundiais de Bordeaux.

Ela também era, ao lado dos três filhos, proprietária do Château d'Armaillhac e do Château Clerc Milon.

Após a carreira de atriz dos anos 50 aos 80 com o nome artístico de Philippine Pascal, Philippine de Rothschild, que passou pela Comédie Française de Paris, abandonou o teatro e assumiu o comando da empresa do pai, o barão Philippe de Rothschild, quando ele morreu em 1988.

Filha única, perdeu a mãe, deportada para o campo de Ravensbrück, e falecida em 1945. Ela se casou com o ator Jacques Sereys, com quem teve dois filhos, e com o professor universitário Jean-Pierre de Beaumarchais, com quem teve outro filho.

AFP