Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

O ator sueco Michael Nyqvist, em foto tirada em 2014, morreu após lutar contra o câncer, disse a sua agente

(afp_tickers)

Michael Nyqvist, o ator sueco que viveu Mikael Blomkvist nos filmes da trilogia Millennium, morreu nesta terça-feira, aos 56 anos, após lutar contra um câncer de pulmão, declarou o seu agente.

"Em nome dos representantes e da família de Michael Nyqvist, é com grande dor que confirmo que nosso querido Michael, um dos atores mais respeitados da Suécia, morreu rodeado por sua família depois de lutar por um ano contra o câncer de pulmão", disse Alissa Goodman em declaração enviada à AFP.

"A alegria e paixão de Michael eram contagiosas para aqueles que o conheceram e amaram. Seu encanto e carisma eram inegáveis, e todos os que tiveram o prazer de trabalhar com ele sentiram o seu amor pelas artes", acrescentou.

Nyqvist, que atuava na Suécia desde o início dos anos 1980, alcançou a fama global e aclamação da crítica após encarnar, junto com Noomi Rapace, os protagonistas Mikael Blomkvist e Lisbeth Salander, respectivamente, na trilogia Millennium, de Stieg Larsson.

Os três filmes, todos lançados em 2009, faturaram mais de 215 milhões de dólares em todo o mundo.

Nyqvist - que trabalhou em mais de 50 filmes - conquistou uma carreira de sucesso em Hollywood, com produções como "Missão Impossível - Protocolo Fantasma", "John Wick" e "Frank & Lola".

Em 2010, Nyqvist publicou "När barnet lagt sig" ("Just After Dreaming"), suas memórias de infância após ser adotado, as experiências no teatro da escola e a busca por seus pais biológicos aos 30 anos.

Nyqvist deixa a esposa Catharina, e seus filhos Ellen e Arthur.

AFP