Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

A golfinho nariz-de-garrafa Nana atingiu à idade de 47 anos

(afp_tickers)

Uma fêmea de golfinho morreu em um aquário do Japão algumas semanas depois de superar o recorde nacional de ter vivido quatro décadas em cativeiro, informou um funcionário nesta quinta-feira (2).

Nana, um golfinho nariz-de-garrafa, com idade estimada em 47 anos, foi encontrada afogada na terça-feira no Aquário de Shimoda, em Shizuoka (centro), explicou Kiyoshi Sakamoto.

Sua morte ocorreu menos de um mês depois de Nana completar 42 anos e dez meses sob cuidados humanos, batendo o recorde anterior, que pertenceu a um golfinho do Kamogawa Sea World, no sudeste de Tóquio.

No mês passado, Nana chamou a atenção da mídia com a façanha, teve o recorde reconhecido com um prêmio e um certificado especial de residente da cidade de Shimoda.

O aquário fará uma necropsia no cetáceo, pois até o momento se desconhecia a causa exata da morte, explicou Sakamoto, que contou que Nana havia perdido o apetite ultimamente.

"Nana era um símbolo do nosso aquário e seu comportamento amistoso atraiu montes de seguidores", lembrou Sakamoto.

"Sentimos muita falta dela", disse, acrescentando que o estabelecimento estuda fazer uma cerimônia em homenagem a ela.

Nana foi capturada em frente à costa de Ito em 1974. Desde então ela viveu no aquário, participando de shows de golfinhos, contou o funcionário.

Estes espetáculos são muito populares nos aquários japoneses. Mas alguns pescadores locais caçam estes animais para aproveitar sua carne, que consideram parte tradicional de sua dieta.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP