Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Arturo em foto de 5 de fevereiro de 2014

(afp_tickers)

Arturo, um urso polar de 31 anos, o último que se encontrava em cativeiro na Argentina, morreu no domingo, no zoológico de Mendoza (oeste), que foi fechado ao pública depois da morte de dezenas de animais.

O urso, que era alvo de uma campanha do Greenpeace, foi levado dos Estados Unidos à Argentina há 23 anos.

"Arturo foi um caso testemunho. Esperamos que seja o último urso polar preso em um zoológico de nosso país e que seu caso obrigue as autoridades a rever a situação das demais espécies exóticas que sobrevivem na mesma situação” afirmou Soledad Sede, porta-voz de Greenpeace em um comunicado.

O zoológico de Mendoza, que conta com 2.000 exemplares em 48 hectares, foi fechado ao público em meados de junho depois da morte de outros 64 animais entre dezembro e maio.

Investigações determinaram a presença de bactérias combinadas com as condições de lotação entre as causadas das mortes.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP