Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Joaquin Navarro-Valls

(afp_tickers)

O espanhol Joaquín Navarro-Valls, que foi, durante 22 anos, o porta-voz exclusivo do Papa João Paulo II, morreu na noite desta quarta-feira, em Roma, aos 80 anos de idade, em consequência de um câncer, anunciaram o Vaticano e a Opus Dei.

Primeiro laico nomeado porta-voz do Vaticano, Navarro-Valls, psiquiatra que nunca exerceu a profissão e ex-jornalista, era membro da Opus Dei, uma instituição conservadora influente dentro da Igreja católica.

No último período do pontificado de João Paulo II, marcado pela longa doença do Papa, Navarro-Valls se converteu quase na única fonte de informação do Vaticano.

Abandonou suas funções 15 meses depois da morte de seu mentor João Paulo II e foi substituído em 2006 pelo padre Federico Lombardi, um jesuíta italiano que atuou como porta-voz do Vaticano durante 10 anos.

O atual porta-voz é um ex-jornalista americano do canal de notícias Fox News, Greg Burke, que se converteu no ano passado no segundo laico da Opus Dei a ocupar o cargo.

AFP