Navigation

Moscou e Bruxelas planejam novo encontro para discutir guerra do gás

Instalação de gás na Ucrânia afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 07. julho 2014 - 18:44
(AFP)

O ministro russo da Energia, Alexandre Novak, e o comissário europeu da Energia, Günther Oettinger, concordaram durante uma conversa por telefone nesta segunda-feira à noite em se reunir "até o fim da próxima semana", enquanto prossegue a crise do gás entre Ucrânia e Rússia.

"Nas próximas discussões, pretendemos abordar questões estratégicas das relações entre a Rússia e a Europa no setor de energia", indicou o Ministério russo da Energia em um comunicado.

O local e a data exata deste encontro ainda precisam ser determinados.

As negociações estão paralisadas entre Kiev e a companhia russa Gazprom desde o corte do fornecimento de gás à Ucrânia em 16 de junho. A dívida ucraniana ultrapassa os 4,5 bilhões de dólares.

Até o momento, o fornecimento de gás russo à União Europeia continua normal, mas pode ser perturbado na ausência de um acordo antes do outono.

Atualmente, cerca de um terço do gás consumido na Europa vem da Rússia. Quase metade dessas exportações passa pela Ucrânia, e já houve problemas durante as guerras do gás entre Moscou e Kiev em 2006 e 2009.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.