Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Policiais perto de local de incidente em Londres

(afp_tickers)

O motorista que foi preso no sábado (7) depois de atropelar pedestres em Londres, ferindo onze pessoas, foi liberado neste domingo (8) pela polícia, que concluiu que o caso se tratou de um acidente, sem relação com o terrorismo.

"Este incidente não está relacionado ao terrorismo e gostaria de agradecer as pessoas que vieram em auxílio dos feridos", declarou um investigador, Darren Case.

"Felizmente, não há feridos em estado grave e a maioria deles já deixou o hospital", acrescentou.

"O motorista foi libertado esta manhã e a investigação continua", indicou a polícia londrina em um comunicado.

O homem, de 47 anos, foi preso no local do acidente por direção perigosa perto do Museu de História Natural. Ele próprio, ferido, foi hospitalizado brevemente.

Ele foi interrogado durante a noite de sábado para domingo.

A polícia explicou que o acidente ocorreu quando o veículo subiu na calçada, atingindo vários pedestres.

O incidente aconteceu em um bairro do oeste da capital britânica, que também abriga o Museu Victoria e Albert, e que é muito frequentado por turistas e famílias. Testemunhas relataram cenas de pânico.

O Reino Unido foi atingido por cinco ataques desde o início do ano, resultando em um total de 35 mortes. Três dos ataques foram realizados usando um veículo.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP