Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Policiais checam a área após oficiais matarem cinco agressores em Cambrils, em 18 de agosto de 2017

(afp_tickers)

O número de mortos nos atentados na Catalunha aumentou para 14 após o falecimento de uma mulher que estava internada em um hospital das proximidades de Cambrils, onde aconteceu um dos ataques, informou nesta sexta-feira o serviço de saúde do governo regional.

"Uma mulher ferida no ataque de Cambrils morreu", anunciou o serviço no Twitter. "O número de mortos nos atentados Barcelona e Cambrils é 14", completou.

Em Cambrils, cidade turística 120 quilômetros ao sul de Barcelona, um veículo atropelou várias pessoas no calçadão e atingiu uma viatura da polícia regional catalã, o que provocou um tiroteio.

Cinco supostos terroristas morreram na operação. Um policial e seis civis ficaram feridos, incluindo a mulher que faleceu nesta sexta-feira em um hospital.

Nove horas antes, durante a tarde em Barcelona, uma van em alta velocidade atropelou várias pessoas na via central de Las Ramblas, uma longa avenida que estava lotada de turistas no momento: 13 pessoas morreram e mais de 100 ficaram feridas, de 34 nacionalidades.

O atentado de Barcelona foi reivindicado em um comunicado pelo grupo extremista Estado Islâmico (EI), que também assumiu a autoria de ataques similares em Nice, Londres e Berlim.

O secretário do Interior da Catalunha, Joaquim Forn, já havia alertado que o balanço de mortos poderia aumentar, pois 15 feridos estavam em condição crítica.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP