Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Soldados chilenos retiram os escombros após tsunami que atingiu a região de Coquimbo, Chile, no dia 18 de setembro de 2015

(afp_tickers)

A descoberta do corpo de uma mulher na região de Coquimbo (norte) elevou para 15 o número de vítimas fatais do terremoto e posterior tsunami que castigou o Chile na semana passada - confirmaram autoridades locais nesta quinta-feira.

O corpo encontrado a cerca de 800 metros do mar em Coquimbo "é uma das pessoas que estavam sendo procuradas", disse o delegado Christian Aravena à imprensa, nesse local.

Rosa Aguirre foi o 11º óbito registrado em Coquimbo, a região mais afetada, acrescentou o governo.

A catástrofe deixou mais de 14.000 pessoas desabrigadas e milhares de casas destruídas, ou com danos significativos, de acordo com relatos do Escritório Nacional de Emergências (ONEMI).

Há oito dias, o Chile suportou um terremoto de 8,3 graus, o terceiro maior sismo nos últimos cinco anos. Em 2010, o sul do país sofreu um terremoto seguido de tsunami que deixou mais de 500 mortos. Em 2014, seis pessoas morreram em Iquique (norte).

AFP